Em 2001 um grupo de professores, após debates sobre a necessidade de desenvolver um programa que contivesse a disciplina Direito Eletrônico e conscientizar a academia de que seria importante a inserção desta matéria, resolveu criar o Instituto Brasileiro de Direito Eletrônico. Com o passar dos anos, entenderam os mesmos pesquisadores, que as pesquisas somente seriam ampliadas se o Instituto fosse mais democrático e aberto a todos que tivessem interesse em participar.

O Instituto Brasileiro de Direito Eletrônico participa de importantes movimentos da história jurídico-política do Brasil.

E foi com este crescimento que o IBDE passou a ser uma referência em matéria de Direito Eletrônico. Realizamos seis congressos ao longo desta trajetória, diversos seminários, produção de artigos e livro. E pretendemos fazer muito mais.

O IBDE ingressa como amicus curiae nos autos das ações que pugnam pela inconstitucionalidade da lei do processo eletrônico. Defende, com veemência, a informatização, mas sempre como o foco na humanização.

O IBDE sempre esteve e sempre estará presente quando a questão envolve direito e novas tecnologias. E é por esta razão que, neste momento, 15 anos desde a sua fundação, que firmamos a importante parceria com a ONG Marias da Internet, com o fim de minimizar o impacto da violência de gênero na rede mundial de computadores.

Realizamos, durante estes anos, diversos seminários, cursos e congressos. Nossos membros, por sua vez, são sempre convidados a participar de eventos envolvendo Direito e Tecnologia.

Alguns momentos marcantes da história recente do Direito devem ser destacados, dentre eles a participação de pesquisadores em uma das audiências públicas do Novo Código de Processo Civil. Também atuamos como amicus curiae no STF e estamos sempre abertos ao debate acadêmico para que Direito e Tecnologia alcancem o grande ideal – crescer, aprimorar mas sem desumanizar.

E contamos com a participação de mais pesquisadores para que este projeto se desenvolva e que possamos ampliar os debates sobre Direitos Humanos.


Audiência Pública na Câmara dos Deputados. Debate sobre o CPC

Audiência Pública na Câmara dos Deputados. Debate sobre o CPC